quinta-feira, novembro 23, 2006

Olhar infantil...

Mário Quintana escreve na Jeca:


"O disfarce

Cansado da sua beleza angélica, o Anjo vivia ensaiando caretas diante do espelho.
Até que conseguiu a obra-prima do horror.
Veio, assim, dar uma volta pela Terra.
E Lili, a primeira meninazinha que o avistou, pôs-se a gritar da porta para dentro de casa:

'Mamãe! Mamãe! Venha ver como o Frankenstein está bonito hoje!'"

Como nos falta esse olhar, não?....... Obrigada Quintana....
Inté!

4 comentários:

Mônica Montone disse...

ADOREEEEEEEEEEI!!!!

Não conhecia!!!! Nos falta, mesmo, querida!!!

Bom fim de semana,

beijos

MM

ps: já te mandei o e-mail ;o)

tenho dito disse...

não ando muito inspirado para comentar, como voce pode ter reparado... mas gostei do post, principalmente para voce usa-lo com seus anjinhos da escola. Como fazer com que eles vejam alem das aparencias padronizadas. Como fazer para incentiva-los para que no futuro não se atenham aos padrões de belza ditados pelos meios de comunicação e procurem ver alem da "primeira impressão". Tarefa e tanto em Professora ? Fecho com uma citação do meu livrinho de cabeceira Cidades Invisiveis do Italo Calvino :

"O Grande Khan folheia seu atlas e percorre os mapas de cidades ameaçadoras, aquelas que “surgem nos pesadelos e nas maldições: Enoch, Babilônia, Yahoo, Butua, Admirável mundo novo.

No diálogo final, diz o Grande Khan:

- É tudo inútil, se o último porto só pode ser a cidade infernal, que está lá no fundo e que nos suga num vórtice cada vez mais estreito.

E Polo:

- O inferno dos vivos não é algo que será; se existe, é aquele que já está aqui, o inferno no qual vivemos todos os dias, que formamos estando juntos. Existem duas maneiras de não sofrer. A primeira é fácil para a maioria das pessoas: aceitar o inferno e tornar-se parte deste até o ponto de deixar de percebê-lo. A segunda é arriscada e exige atenção e aprendizagem contínuas: tentar saber reconhecer quem e o quê, no meio do inferno, não é inferno, e preservá-lo, e abrir espaço.”

Boa sorte professoara, voce esta no caminho certo.

Vivi.Rosas disse...

Olha...
Eu.amo.o.seu.blog...
tem.um.conteudo.unico.de.sabedoria...
e.como.vc.sabe.adoraria.ser.sua.aluna!!!
Porem,sem.duvida.alguma...
ele.não.seria.o.mesmo.sem.o.
"tenho.dito"...
é.como.se.ele.fosse.parte...do.seu.pensamento!
Os.commets.dele.sao.otimos!Adorei

Tati disse...

pois eh, Vivi, o tenho dito eh um grande misterio na minha vida.... em determinados posts tenho certeza que sei quem ele eh, em outros passa longe da minha desconfianca... mas enfim, em algum momento pego ele no pulo....
Tenho dito, querido, demorei para responder seu post pois queria ter mais tempo... Realmente, minha terefa como professora eh ardua, especialmente com os valores distorcidos do nosso inferno humano! Jamais o aceitarei! Por mais dificil que seja, buscarei sempre reconhecer o que eh ou nao inferno....
Beijos