domingo, janeiro 21, 2007

Tum Tum Tum...

Meu telefone é mestre em receber chamada errada....

Talvez pelo final dele ter três números iguais na seqüência, talvez por eu ser azarada mesmo... Mas fato é que recebe...

E geralmente às 8 da manhã, quando abre o comércio e as pessoas começam a procurar pela loja de lenços (!!! pasmem), pelo consultório ou pela funerária! Eu atendo com aquela voz de quem está quente nos lençóis e passo sempre pelo ritual:

"Não é daqui, você ligou errado"

O problema é a "jequice" positiva das pessoas daqui. Normalmente, ao longo destes 31 anos de vida ao lado do telefone, se a ligação era engano, a chamada terminava rapidamente:

-"Não é daqui"
-"tum tum tum"

Ou rapidamente com uma mínima satisfação:

-"Não é daqui"
-"Foi engano. tum tum tum."

Ou rapidamente com uma satisfação e educação:

-"Não é daqui"
-"Foi engano. Desculpe. tum tum tum."

Aqui, a palavra rapidamente não existe..... E as pessoas insistem em ser simpáticas às 8 da manhã, com uma pessoa que nem conhecem....

-"Ah, mas não é da casa da Meire? Tem certeza?"
-"Tenho"
-"Não mora NENHUMA Meire aí?"
-"Pelo que eu saiba não!"
-"Nossa, ela me deu esse telefone.... Estranho né?"
-"É"
-"Ah...Então tá.... Vou tentar falar depois com ela.... Olha, você desculpa tá???"
-"Tá!"
-"Chau. Obrigada, viu?"
-"Vi..."

Poxa, agora que eu perdi o sono podia até bater mais papo, quem sabe descobria alguma fofoca picante da Meire...

Mas mais Jeca que bater papo com estranhos aconteceu na casa da minha avó, lá em Santa Catarina. Ela tinha um vizinho que usava o telefone dela... Ele era bem colono, recém chegado da roça, pouco afeito a tecnologias sobrenaturais como o telefone....

Bem, conta a nonna que o rapaz chegou, ligou para seu amigo, e não conseguindo, ligou para o serviço de informações:

"102 em que posso ajudar?"

"Sim, aqui é o Fulano, eu tô ligando lá na casa do Valter, mas ele não atende. Você sabe se ele tá dormindo?"

Verídico! Jeca!

Esperto era meu pai, que tinha uma técnica fantástica quando ligavam por engano em casa... Ele sempre dava a mesma resposta:

"O Nélson? Ah, o Nélson tá cagando, quer que chame??"

Assim mesmo, usando esse verbo, sem eufemismo nenhum.....

Ele desligava e se divertia imaginando a cara do Nélson quando ouvisse:

"Eu te liguei mas você estava fazendo coco, então não mandei chamar."

Será que pega aqui???

Inté!

13 comentários:

Garota do Zippo disse...

Minha filha, levante as mãos pro céu.Já tive um telefone em casa com um número facílimo, super legal. Só que ele já tinha sido de um puteiro! É sério. Ligavam diariamente, à noite, perguntando pela Valeska ou pela Simone. Como vc disse, o ritual: "não tem ninguém aqui com esse nome". "Não? E vc, meu bem, como se chama?"
Eca!

ps: gostei do seu blog :)

Garota do Zippo disse...

Hahahaha, sim, passou nos filtros! É bem-vinda no blog!
Sou prima da Vicky e tb chegamos à constatação de que, se aos 21 já passei para apenas uma crise mensal de ciúmes, com 30 anos eu consquisto o mundo! ;)
Ontem comentamos o seu blog e ficamos curiosas pra saber onde é a "roça" em que você vive agora! Acho q vc é de SP né?

bjs

Anônimo disse...

Olhe, já somos dois com o mesmo problema. Insistem que o meu telefone é de uma tal D.Socorro! :)

td disse...

Oi aqui é o blog da Meire ? Não ?!? Tem certeza... ? ela me deu um telefone e disse que se não atendesse que procurasse este blog.

Então vou deixar recado, mesmo que não seja.... Diz pra ela que eu liguei pra aquele telefone que ela achou que era da amante do marido dela... acho que é sim... só que acho que a historia é mais cabeluda ainda... acho que o marido da meire tem amante homen !! oia como foi :

Oi queria falar com o Nelson ?

O Nelson tá cagando, quer que chame ? - uma voz de homem...

Acho que era o amente do marido da Meire !

td

Tati disse...

Puteiro? Isso é que é Lei de Murphy...

Capitão, vc atende "alô" ou "está lá"? Meu pai é português e até hoje atende "está lá"..... Quem sabe assim vc expurga D. Socorro...

Td, esse marido da Meire, hein??? Da próxima vez vou chamar a amiga dela pra um chimarrão aqui em casa, descobrir essa história direitinho....

MH disse...

Aqui é da farmácia. De manipulação. A Selma (big help) quase responde que é sim, mas só vendemos viagra e supositório (amável, ela!). Odeio o rótulo da farmácia que faz um 8 parecer um 6, passo o dia explicando isso pras velinhas que telefonam aqui...

Anônimo disse...

Que texto fantástico. Fartei-me de rir, obrigada Tati. Já agora vou contar uma comum em Portugal...

Estou?
Sim, é da casa do senhor Leão?
Não, aqui não há ninguém com esse nome...
Oh, desculpe, enganei-me na jaula....lol...lol...

Sofia disse...

Ihh Jeca, somos duas com problemas de telefone !!
O seu pai é até educado, o meu marido fala coisa bem pior ... tão pior que não ouso tornar público ;)
Abraços,

Mônica Montone disse...

Eu quando vou dormir desligo TODOS os meus telefones. Nada me irrita mais do que ser acordada por telefone. Faça o mesmo, flor!!! Coloque o telefone na campainha zero e durma feliz ;o)

beijocas

MM

Tati disse...

MH, acrescenta aí: fungicida para vagina, hahaha, imagina as carinhas das velhinhas.....

Rubina, obrigada digo eu, por suas visitas e constantes comentários!

Sofia, divulga aí, deixa seu marido extravasar a raiva, hahaha

Mô, excelente idéia....

Beijos

Anônimo disse...

Eu atendo "alô" mas a minha mãe atende com "estou?". Para nordestino é demais! Lol

Tati disse...

gostei! "estou"... vou usar...

Cláudia disse...

amei a resposta do seu pai, a melhor de todas!