sexta-feira, junho 15, 2007

No Limite...

Eu fui muito mal educada com relação a carros.

Sim, carros.

Meu pai sempre controlou tudo que se referia aos carros de casa, não me lembro de mandar trocar óleo, levar para lavar ou mesmo encher tanque. Ele sempre resolvia tudo na manhã de sábado. Segunda, carro limpo, abastecido e em perfeita manutenção.

Por isso fiquei mimada e preguiçosa.

Além disso, sou professora, estudante e.... pouco organizada. Então meu carro mais parece uma mistura de "biblioteca/brechó/fonte Minerva" que um carro propriamente dito.

Quando preciso levar alguém de carona, vou amontoando livros, cadernos, papéis, casacos e garrafas de água em um canto, sob os nítidos resmungos dos mesmos, afinal, o banco de trás é deles....

Como, na vida, nós aprendemos pelo amor ou pela dor, o Universo me deu um marido maníaco por organização. Ontem, por exemplo, deixei a cama desarrumada, roupas penduradas na cadeira e pensei:

"Bom, eu chego do Yôga antes dele, arrumo tudo e beleza."

Quando eu entrei na garagem e ...... vi o carro do ser humano, quase tive um treco. Treco de medo, como se fosse uma adolescente chegando às 6 da manhã em casa e dando de cara com o pai na porta, segurando um taco de baseball.

Mas, por sorte, ele é maníaco mas gosta de arrumar, então nem reclamou do trabalhinho doméstico.

Por outro lado, com relação ao carro, ele fica meio psico.

Eu não lavo carro.
Não mando trocar óleo.
Abasteço no vermelho e ponho só 50 pila.

Quando casamos, combinamos uma coisa: Passar roupa, é tarefa minha. Trocar óleo, dele.

Assim sendo, do óleo, ele cuida. Da lavagem, a chuva...

Até chegar a um limite, claro. Mas meu limite sempre foi recorde, tipo quando meu carro verde passa por cinza, ou coisa parecida.

Quinta feira passada me superei.

Na sexta de feriado fomos para o sítio com o meu carro. Depois do Sr. Organização tirar de dentro do pequeno automóvel 4 casacos, pilhas de livros e absurdas 5 garrafas de 1,5l de água vazias, pegamos estrada de terra.

Bom, qualquer pessoa normal iria ao lava-rápido na segunda feira, não?

Sim, mas quem falou que EU sou normal? Fui deixando, deixando, ainda percebia que ele é verde, até que na quinta feira, cheguei ao fundo do poço: uma LAGARTIXA NO PAINEL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Aí sim, a Jeca Urbana que detesta lagartixa acima de tudo e todos não teve escolha.....

Lembrei de uma frase típica da minha mãe, ao abrir nossos armários em casa:

"Bah, que bagunça!! Deve ter até rato aí dentro!"

Rato não digo, mami, mas lagartixa, aposto que tinha mesmo!

Inté!!!

14 comentários:

MH disse...

Eca!!! rs

eu nunca quero trocar o óleo porque sempre acho que o frentista do posto está me enrolando. E quando a sujeira do carro começa a acumular demais, largo lá no posto pra encher o tanque, calibrar os pneus e lavar. Devo fazer isso 1 vez por mês. No máximo, claro.

Nana disse...

Hahahah! Meu carro é igualzinho ao seu! Com um agravante: sou fumante e váááários maços de cigarro vazios moram no chão, no pé do carona, sabe? Mas lagartixa não tem ,não!
Beijo

mc disse...

Lagartixa nããããão!!!!
Eu só sou relapsa com lavagem, fazia uns 2 meses que não lavava o carro mas consegui matar a pendência sábado... Agora, com combustível eu não brinco - quando acende a luzinha eu já completo o tanque! Só até o automático, por favor.

Tati disse...

mh, 1 vez por mês??? Minha heroína.....

Nana, você que pensa, elas andam escondidas no motor, quando você menos esperar..... Vupt, voa uma no seu painel também...

mc, eu também abasteço, sim, mas também quase no limite... Acendeu luz, eu ponho...

Gastón disse...

Pô Tati, é um Bônus. Dá um nome pra ela e leva umas mosquinhas. Vira seu bichinho de estimação.

Rubina disse...

Tati

Também tenho um pai desses, com a agravante que ainda trata do carro, na falta de marido...lol...Beijos

Tati disse...

Gastón, nem que me paguem 1.000.000!!!! Lembra do meu post sobre o ano novo, que fiquei acordada até às 6 da manhã por conta de uma no quarto?????
E-C-A!!!!!!

Rubina, pai faz por amor... marido pela dor.... hehehe

Garota do Zippo disse...

Hahahaha, jogo no seu time!!!
Qd minha mãe queria que eu arrumasse o quarto (depois de uns 2 meses de insistência) apelava e dizia que tinha visto uma barata entrar no meu armário!
Eu ia arrumar armada com um Raid Ultra Power 2000. As mães sabem tocar o terror, né?

Cláudia disse...

Tati
sou o seu oposto: lavo o carro todo sabado, enquanto estou na massagem. O porta-malas é tao limpinho que até posso carregar tecido nele sem plástico, que nao suja. Fico na maior angustia quando o carro tá desarrumado.
No momento tô quicando, pq chegou a hora da revisão dos 30 mil e eu nao agendei o horario ainda.
E mais: adoro lavar carro, ficar ali patinhando na água e sabão, pena que não dá pra fazer isso na garagem do prédio.
beijo

Rodrigo disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.

Anônimo disse...

isso é coisa de família mesmo.. eu lavei o carro 1 VEZ desde que o papai foi embora, e agora tem até uma comunidade de formigas no carro... mas eu, como bióloga nao posso matar um ecossistema em formação.. bjjj
Caia

Anônimo disse...

Falando nisso tive uma idéia para um futuro post.. como gostos são relativos, como amamos cheiro de porco e de cebola velha.. hahaha... lembrei disso por causa do carro do papai, lembra??
Bj, Caia

Anônimo disse...

Tati, não sei porque mas acho que temos alguma coisa em comum..hoje fui abastecer (já estava no vermelho) e só lavei o carro porque era "de gratis"...um beijinho
Marília

GNP disse...

O prô, não parece que vc é desorganisada, na classe suas coisas tão sempre em "impecavel organização".
E essa foi boa lagartixa no carro!!

hehehe