quarta-feira, fevereiro 28, 2007

Sinal Vermelho!!!

Começo de ano é época de se por a mão no bolso e encarar alguns gastos fortes... IPVA, IPTU, Imposto de Renda, entre outros...

Já me sinto literalmente roubada cada vez que um centavo meu vai para estes impostos mal usados e nada reinvestidos. Palhaça se estampa na minha testa.

No entanto, já superaram os tributos do governo em matéria de me xingar de trouxa, besta e beócia:

PEDÁGIO DE CALOURO!

O-D-E-I-O!

Páro no sinal e lá vem um bando de novos universitários pintados de cima a baixo, alguns sem cabelo, todos com a sigla de sua insituição tatuada no rosto.

Fecho o vidro, fecho a cara e fecho o tempo!

É um excesso de cara de pau, de falta de respeito com o próximo e de ausência moral um fulano vestido de calça Diesel vir na minha janela pedir um real pra depois gastar em cerveja, com outros fulanos da mesma raça.

Foi-se a época em que estudante era pé rapado, precisava mesmo desta esmola pra comemorar a tão sofrida entrada na Universidade! Hoje eles chegam no cruzamento escolhido dirigindo seus belos carangos dados por "papi", vestidos com toda pompa e circunstância, muitos dos quais vindos de um vestibular xexelento, daqueles em que a empre.... quer dizer, a faculdade, quase pega você na calçada e põe pra dentro!

Aquele um que ralou o coco pra passar provavelmente está, às 14hs de plena quarta feira, no trampo, segurando as ondas pra conseguir pagar a graduação!

"NÃO DOU!!!! Vai na adega do "papi" do veteranto e enche a cara lá, pelo menos em casa você não aumenta as estatísticas de jovens bêbados que dão com o carro no poste!"

O pior é a tática que eles usam. Veteranos se posicionam estrategicamente na esquina à espera da bufunfa fácil pra breja do happy hour, mandam meninas irem nos carros de motoristas homens e meninos nas Penélopes Charmosas! Me sinto ofendida, como se um moleque com bigode ralo, 17, 18 anos, voz recém engrossada e tinta roxa na cara fosse me amolecer pra ganhar dinheiro!

Prefiro o Sacha Baron Cohen, aqui de baixo, vestido de BORAT!!!!!

Niiice....

Acho o fim da picada... Seria lindo ver um grupo de calouros gastando essa felicidade, essa energia de renovação em algo construtivo.

"Senhores motoristas, estamos arrecadando dinheiro para a Páscoa da creche do bairro".

ou

"Senhores motoristas, estamos levantando assinaturas para reinvidicarmos, junto à prefeitura, uma praça para as crianças da região!"

Vou parafrasear o Daniel Piza:
Não me ufano...

Enquanto isso não acontece, aviso aos calouros:

"Não me venham com churumelas, pedágio de calouro é no carro de trás!"

Inté!!

10 comentários:

td disse...

Quando entrei na faculdade uns imbecis me colocaram para fazer pedagio da seguinte forma - trancaram a sala onde estava todo o material de todos os bichos e disseram que só abriam quando tivessem 500 R$ !!! Depois disso disse que nunca mais iria dar ou fazer pedagio.... quando fui do diretorio inventamos uma gincana para os bichos que tinham que visitar locais em São Paulo e fazer doações a entidades... e os veteranos participavam... outro dia via uma materia no jornal que o nosso jeito de cabar com o trote ficou famoso.... bem melhor que dar dinheiro pra um bando de babaca comprar cerveja e maconha - esqueci de escrever os veteranos usaram o dinheiro para comprar maconha mesmo ....

Cláudia disse...

Tati
então, também acho o fim...
Mas se no comecinho do ano que vem vc vir uma linda menina moreninha e fofa fazendo isso, tenha compaixão, que é a Belinha, tá?
Vou pedir pra ela usar um crachá de identificação, para todos os meus leitores reconhecerem-na.
beijo

Tati disse...

TD, excelente idéia, que bacana que ficaram famosos!
Clau, já vi a Belinha, fica tranquila que se cruzar ela nos pedágios dou uma caixinha de tic tac... (era o que tinha hoje pra dar, rsrsrs)
beijos

Anônimo disse...

Oi!
Realmente é um absurdo tudo isso que é feito para os bixos... Particularmente, acho um exagero sem limites!
Porém, o que mais me indigna é o absurdo de impostos que pagamos para esse governo... Hoje mesmo, agora a pouco, vi uma reportagem que citava isso... Foi pago por cada brasileiro no ano passado o valor aproximado de R$4.300,00!!!!
Isso é revoltante!!!
Beijinho!
Carolzinha

Mônica Montone disse...

Eu adoro rituais, Tati!!! Rituais de passagem, de decoração, rs*....

Acho que pedir dinheiro com a cara pintada é uma maneira de integração entre os alunos e faz parte do ritual, independentemente de quanto cada um tem na carteira, sabe?!

Eu, quando tenho, até dou umas moedinhas, sim...............

[ o meu pedágio, quando entrei na facul, há seis anos, foi muuuuuuuuuuuuito legal :O)]

beijocas

MM

Anônimo disse...

Eu discordo de vc, Monica! Acho q pedágio é uma falta de respeito e de bom senso... qd fiz faculdade fui uma veterana ativa, acho q o trote é legal e importante para integrar a galera, é saudável se feito com respeito.. a gente fazia brincadeira, pintava todo mundo, fazia andar na rua de maos dadas, mas eu nunca participei de pedágio, cada um que pague sua cerveja, pô!! Mas o trote q eu acho legal é o trote consciente.. a gente reunia o pessoal e ia todo mundo doar sangue, o pessoal daqui do Oceanográfico vai pra praia e cada bixo tem que coletar pelo menos um kilo de lixo.. Temos que participar de uma maneira mais ativa dos problemas da nossa sociedade, afinal, somos a "elite", os poucos que podem ter educaçao superior.. tem sim que brincar, tomar cervaja, dar risada e fazer novas amizades, afinal é merecido depois de tanto estudar.. mas sem esquecer seu papel... nossa, escrevi bastante!
Bj, Caia

Capitão-Mor disse...

Sempre considerei as praxes académicas idiotas! Creio que o principal objectivo é a humilhação e não a integração dos novos alunos como defendem os "veteranos"...
Bom fim de semana!

td disse...

voce descobriu quem sou ?

Tati disse...

td, não... quando você falou coisas do prof. wilson acabou com minhas pistas anteriores.... Agora preciso reformular meus suspeitos....
beijos

Sofia disse...

Passei por quatro trotes: 1 na Escola Técnica e 3 na faculdade ( simmm, entrei em 3faculdades até me decidir pelo curso que mais me agradava !! ) e o único com objetivo de integração foi o da Escola Técnica, onde os calouros também podiam "pintar" seus veteranos, entre outras coisas.
Os trotes da faculdade não me acrescentaram absolutamente nada, aliás, em todos eles eu dei o meu jeito e acabei escapando de alguma forma ...
Abraços,