domingo, outubro 08, 2006

Ai, pro...

Eu sou uma pessoa absolutamente feliz com minha escolha profissional! Já fui comissária de bordo, vida glamourosa (pros outros...) e bem remunerada, mas não tinha a realização diária que tenho hoje, dentro de uma sala de aula com pestinhas de 11 anos! adoooooooorooooo!

Entretanto, às vezes me pego fazendo comparações com a aluna que EU fui, com 11 anos.... é tão diferente...

Pra começar, na época, eu estudava em um colégio de freiras! Disciplina, lógico, mas nada que não fosse passível de transgressões...
Lembro que tínhamos um professor de história muito nojento, que cheirava mal, era seboso e falava muito perto da gente! Uma vez, pedi a ele um livro emprestado e junto com um amigo, apagamos toda a numeração das páginas, para testar a maior novidade de época, o liquid paper... ele ficou louco da vida...

Mas fora essas travessuras da idade, havia muito respeito pelo espaço da escola, não nos levantávamos sem pedir, jamais falávamos sem levantar a mão e cantávamos o hino da escola em todos os eventos!

Não lembro de sentir dor... Não tenho lembranças de que estudar doesse...

Acho que os tempos mudaram... e muito...
Acho que as crianças de hoje nasceram com um dispositivo genético que associa imediatamente estudo à dor....

Ai, pro...

É a frase que mais ouço....

"Zézinha, leia a reposta à pergunta 5"

Ai, pro....

"Joaquina, por que coco não é acentuado e cocô é?"

Ai, pro.....

"Pessoal, a tarefa para amanhã..."

AI, PRO!!!!!!!!!!!!!!!

Dor, dor, e muita dor... é isso que eles sentem.... me sinto a encarnação do demo, a alegoria viva de Caronte, o barqueiro do inferno... Ai, pro... Sou o médico da Gestapo, o Freddy Kruger, logo logo vou renascer no lago, como o Jason.... Aí sim, eles vão ter que dizer "Ai, pro"... vou dar motivo....

RBD não dói..... Futebol não dói..... MSN naum doi!!!!!!

Mas enfim... só espero que elas comecem logo a sofrer por amor, a levar uns foras bem levados dos meninos e eles delas, pra ver se essa dor canaliza...

Inté!

7 comentários:

tenho dito disse...

colegio de freiras, colegio de alemaes, "quase" faculdade de direito, faculdade de letras, comissária de empresa aerea japonesa, devo ter esquecido algo... e agora a Jeca Urbana que dá aula para pequenos... voce tem que mostrar aos pequenos que quem não der a cara para bater não vive... ai pro !

Tati disse...

tenho dito...... pouquíssimas pessoas sabem da minha fase "quase faculdade de direito..." hum.... interessante..... muito interessante.....

Carol Montone disse...

Linda pro
é isso aí. tenho um filho de exatos 11 anos com "dores crônicas" e ele nem veio com manual para me ajudar um pouquinho a não pirar e virar o demo tb. (risos). Adoro passar por aqui. Os posts da chapeuzinho e da vergonha da politicagem a la brasileira são ótimos. Os lobos são muitos mas a gente vai aprendendo e descobrindo caminhos mais agradáveis e seguros na floresta. Quanto ao Clodovil...sem palavras...hoje ele falou da bolsa que vai usar na posse?????????????????????
beijos linda e até a prática

Tati disse...

hehehe, carol , se vc encontrar o tal manuela me empresta pra eu tirar xerox, tá??? beijos

Gastón disse...

O que??? Você apagou todos os números do livro do Dirceu? AHahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha...

Logo de quem. O cara tem TOC, deve ter levado anos pra superar isso... ou anos raspando numerinho por numerinho.

Como eu não sabia dessa pérola? Isso é quase tão bom quanto o Shwartz atravessar uma vassoura pela porta na aula de Geografia.

Pedro disse...

pro,
vc precisa vir lecionar na alemanha!!! bom, mas pra mim é outra coisa neh ... tenho aulas com gente mais velha ... eles nao tem 11 anos, mas sim mais de 30 ... Mas aqui, parece, que a diciplina ja se foi faz tempo!!!

Tati disse...

Cunha, nunca pensei que na kartoffelland disciplina fosse um problema....... beijos!!!!!