sexta-feira, novembro 23, 2012

180 graus à esquerda.....

E lá vou eu de novo..... É incrível como minha vida foi marcada por mudanças radicais. Justo eu, que tenho pavor de mudança....

Muitos aqui já conhecem minha história... Comecei a dar aulas aos 14 anos, quando as mães da turminha de inglês ficavam na janela ouvindo o que aquela fedelha fazia com os filhos delas... A diretora se cansou daquilo e me tirou da turma. Me passou para uma turma de mais velhos. Eu era capaz, ela dizia....

Assim foi até meus 21 anos, quando flaps à esquerda, fui parar no Japão. Comissariando a bordo do maravilhoso Jumbão fiquei por 5 deliciosos anos, que fizeram de mim quem sou e me deixaram amigos mais que especiais.

Radicaliza de novo. Vai dar aula para crianças. Criança MESMO, 2 e 3 anos. Que fase soberba..... Como amei fazer parte da Kinder Kampus, ali aprendi TUDO que sei sobre pedagogia, sobre crianças e sobre o que é ser mãe.... Fiz mais amigas mais que especias.

Mas foi bem difícil. Ainda é, pra ser sincera. Quem é comissária uma vez, será pra sempre. Vira  e mexe bate um comichão e vontade de sair pelo mundo, naquela vida louca e nômade. Aí, é só sentir o cheiro do finger de acesso do aeroporto que a vontade vai embora, rapidinho...
Então, casamento, interior, Jeca Urbana, blá, blá, blá, e 7 anos trabalhando com meus adolescentes queridos. Mais uma fase de felicidade. Como aprendi. Mais amigos especiais. Um ambiente de trabalho perfeito. Escola de educadoras, alunos carinhosos, colegas unidos.

Como me sinto privilegiada. Sem falsa modéstia nenhuma, o que fiz, fiz bem, e fui muito feliz. Faria tudo de novo, com a mesma dedicação e com a mesma alegria.

Mas agora, fui picada por um bicho. Na verdade, esse bicho já me havia picado quenaod eu morava em Nova York. lembro de ficar parada em frente a uma loja na Union Square paquerando uma câmera da Canon semi-profissional. "Um dia compro!"

Esse ano comprei. Fui parar em um curso com a intenção de "aprender a mexer naquele trem pra tirar foto da minha família e das minhas viagens!" Period. Só.

Durou pouco essa minha decisão. Rapidinho vi que levava jeito, e que aquilo que eu produzia, eu não queria só pra mim. Não quero só pra mim. Sinto vontade de fotografar o outro PARA o outro. É divina a sensação de ver os olhos de alguém que se achou bem na foto. Ver a pessoa se sentir bela é o meu melhor elogio.

Em Budapeste, fiz umas fotos lindas de um casal se beijando embaixo de um monumento. Hesitei antes de ir embora. Olhei a foto. Fui até eles, na maior cara de pau e pedi o e-mail. A foto era minha, sim, mas eles mereciam tê-la.

Fotografar deixou de ser um prazer pequeno. Virou uma necessidade. E uma profissão.

Hoje anunciei aos meus alunos que esse é meu último como professora deles. Não foi fácil. Eu amo dar aula. Mas amo tanto outras coisas, que não quero ficar presa em um rótulo apenas.

Ouvi esses dias: "Vai mudar de profissão de novo? Vixe, você nao sabe o que quer, né?"

Sei sim. Sei exatamente o que quero. Quero me descobrir. Quero poder dizer pros meus netos que eu fui atrás de cada sonho que eu tive. E sei o que não quero. Não quero viver a vida toda no mesmo lugar.
Não é pra mim.... Se daqui há 10 anos eu resolver ser atriz, se prepara pra me ver na Globo. E feliz.

Mudar radicalmente exige muita coragem. Não sei se sou assim tão corajosa, mas estou empolgada. AMO estudar, e isso me dá a sensação maravilhosa de voltar a ser aluna.
Só estou começando.
Mas sei exatamente aonde quero ir.

Inté!

9 comentários:

Anônimo disse...

Vai fundo no seu sonho e nos seus ideais! Porque lá na frente, é você que vai guardar a alegria no coração por ter feito o que sentiu que era o certo.
Os comentários ruins, são de pessoas invejosas, que nao têm coragem de dar passos como este e de buscar a propria felicidade. Então tentam ofuscar a dos outros, através de palavras cheias de veneno e amargura. Devolva a energia ruim pra quem mandou e bola pra frente! Tem muita gente torcendo por voce...mas, o mais importante você já tem: você mesma!! Sucesso!! Força! Folego! Alegria! Sempre! bj Carol Escandura

Andreza Safra disse...

Tati!
Me sinto orgulhosa por ter uma amiga tao guerreira! Uma mulher q é dedicada em tudo o que se propõe em fazer! Tenho certeza que essa nova fase da sua vida será maravilhosa, cheia de sucesso, afinal você se dedica para que isso aconteça!
Parabéns pela coragem e principalmente pela garra e força de vontade!
Sucesso querida

Stephan Steyer disse...

E continua escrevendo bem.... Boa sorte na nova jornada ! Se eu tiver obras no interior te chamo com certeza !!

Dani disse...

Vi a Nessa compartilhando esse texto e quando vi que era seu, corri pra vir matar a saudade.

Parabéns. Mesmo. De verdade. Mudar exige coragem. E já dizia Goethe, que coragem contém poder, genialidade e magia.

Sua vida deve ter sido rica em experiências e vai continuar sendo.

Boa sorte, garota.

Beijo

Rubi disse...

Exige muita coragem mas a felicidade também assim o exige amiga. Não temos que necessariamente fechar o capítulo, apenas seguir por outros caminhos. Força e muita sorte, sempre!

Anônimo disse...

Tati, é nítido que vc hj vive sua melhor fase. Seu ápice, o que não significa uma queda iminente. Vc é fonte de inspiração. Ser fotógrafa com alma rebelde e professora de português dá um toque irresistível tanto às suas fotos quanto aos seus textos.
Keep walking my girl!!

Aninha Beall.

Tchuls disse...

E aqui...

Anônimo disse...

Leia, se eh que ja nao leu... Who moved my cheese?
Alias, eu acho que se nao tivesse escrito, teria eu escrito.
M.S.Albuquerque.

Tati disse...

M.S...... Que surpresa.... ;)